24 abril 2011

Largada Toiros no Pombalinho!




A rua Barão de Almeirim apresentava hoje um movimento diferente do habitual.




Escolhiam-se os melhores lugares para se poder...




... assistir à anunciada largada de toiros!




Os toiros percorreriam a rua barão de Almeirim até a norte da rua António Eugénio de Menezes!




Cavaleiros vestidos a rigor, davam largas à sua mestria equestre!



Tinha chegado a hora dos campinos iniciarem o reconhecimento do trajecto.




Enquanto outros cavaleiros se passeavam com as suas montadas.



E os campinos lá se decidiram...



... pelo inicio da largada de toiros,...



... que consistiu, primeiramente, pela condução dos cabrestos até ao lugar onde se encontravam os toiros!



Entretanto, a expectativa era enorme...


E eis que surge o primeiro toiro largado, pela rua barão de Almeirim!




Particular imagem de um jovem cavaleiro!


Depois do primeiro toiro ter sido largado e "recolhido", os campinos teriam de ....



... acompanharem com mestria a largada do segundo toiro!



Os mais afoitos deram largas...









... à sua "veia" ribatejana!



Por fim, a hora de consagração dos que tinham participado neste espéctaculo taurino e equestre!!!



.

10 comentários:

Guilherme Afonso disse...

Parabéns, Manuel Gomes!... Está uma reportagem de mestre. Gostei muito de ver. Dá para matar saudades das vacadas (ou picarias, como também se lhes chamava) "vividas" há mais de 60 anos.
Parabéns também ao Presidente da Junta de Freguesia pelo reavivar de alguns usos e costumes do nosso Pombalinho aos quais tão entusiasticamente vem dando forma.
Muito obrigado a ambos pelas recordações que cá tão longe me fazem chegar.
Abraços demuita estima e consideração.

Guilherme Afonso

artur caldas disse...

Concordo com e subscrevo o comentário do Amigo Guilherme.
Já agora, gostava de saber se o Guilherme se viu frente-a-frente
com um desses animais e qual a
sensação que experimentou.
Há fotos desse tempo para recordar ?
Um grande abraço.
Artur.

Guilherme Afonso disse...

Não, Caro Amigo Artur, nunca me vi frente a frente com gado bravo. Além de cães(os maiores amigos do homeme, não é?) por um dos quais fui mordido quando tinha 5 ou 6 anos, o mais bravo animal com que me tenho visto frente a frente é o próprio Homem. Fotos desse tempo,ou ainda mais antigas, estào duas inseridas um bocado mais abaixo neste blog do Manuel Gomes e vou enviar-te por e-mail uma terceira, que também foi publicada por ele e que se situa mesmo em frente da casa onde muito provavelmente eu morava quando ela foi tirada. A casa não se vê, mas não fica a mais de 10 metros da árvore que ali se vê e que só nunca subi porque era uma árvore com os ramos cheios de espinhos. Ao muro que ali está subi milhares de vezes, algumas delas para saltar para o outro lado.
Muito obrigado pelas tuas palavras e um grande abraço cá do rapaz.

Guilherme

Guilherme Afonso disse...

Já agora, e dando largas à memória, não será talvez descabido lembrar aqui que ao cão que me mordeu, de pelo amarelado, haviam os donos - gente rica - dado o nome de "Teófilo", supondo eu nada me enganar ao crer que tal nome fora dado em alusão a Teófilo Braga.

Guilherme Afonso

artur caldas disse...

Caro Guilherme,

Obrigado pelos teus esclarecimentos. Reitero os meus parabéns pela tua notável memória.
Também sinto que é muito agradável recordar factos da nossa juventude, mormente se os mesmos
nos causaram momentos felizes.
Um grande abraço.
Artur.

Rui Alexandre disse...

Parabens a todos eu gostei muito do que vi, sou de vale de figueira mas estou casado com uma filha da vossa terra, tambem tenho fotos do toiro que fugiu e videos, os quais já enviei pra o sr.Manuel Gomes, e este se achar opurtune pode colocar aqui no blog.
Parabens a todos e lá estarei para a canoagem,só não sei sei o kayake aguenta comigo.
PERSERVEM SEMPRE AS VOSSAS TRADIÇÕES.........

MGomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MGomes disse...

Muito Obrigado, Caro Amigo Guilherme, pelas simpáticas palavras a propósito desta postagem sobre a "Largada" no Pombalinho! Creia que é sempre com muito entusiasmo que me empenho na divulgação da nossa terra!

Sabendo, da felicidade sentimental que esta minha humilde dedicação provoca, aí, em terras de Maputo, aceite de mim o compromisso de continuar, dentro dos limites que a vida me impõe, este trabalho em pensamento sempre, com os que por razões fortuitas ou outras tiveram de abandonar o Pombalinho! Manter essa ligação é designío a que me propus!

Um grande Abraço!
MGomes

MGomes disse...

Caro Artur Caldas!

Os meus agradecimentos pelas suas simpáticas palavras!

Um Abraço

MGomes disse...

Caro Rui Alexandre!

Agradeço-lhe a visita a este blog e também as palavras que deixou no seu comentário!

Muito lhe agradeço tb as fotos e vídeos que me enviou via mail!

Um Abraço