12 outubro 2007

Passei por lá e....



Photobucket


Quem passa pela Rua Barão de Almeirim não fica indiferente aos melhoramentos que foram realizados em toda a estrutura exterior do Palacete deste titular nobre que deu nome a esta rua do Pombalinho. É um dos edifícios históricos da nossa terra e bem merece ser preservado, a todos os títulos.



7 comentários:

T disse...

Olá Manuel
De facto os melhoramentos são evidentes. Este sempre foi um edifício que na minha infância me fazia sonhar com outros mundos: dos reis, das princesas e das aventuras inerentes. Mas pouco sei sobre os actuais proprietários. Sabe algum coisa a respeito?
Um Abraço
Tânia Martinho

MGomes disse...

Olá Tânia:
Obrigado pela visita. É sempre muito agradável recebermos notícias de todos vós que mais de perto acompanham o que aqui vamos publicando sobre alguns acontecimentos referentes ao Pombalinho.
Sobre o edifício da "Baronesa", como sempre o ouvi chamar e creio que também você, em tempos recentes houve uma tentativa de compra do prédio aos seus actuais proprietários (os descendentes do Barão de Almeirim) mas segundo relatos que chegaram ao meu conhecimento, houve uma desistência do eventual comprador. Mais qualquer informação, poderei saber quando na próxima oportunidade me dirigir ao Pombalinho!É o que posso adiantar sobre a questão por si suscitada.

Um Abraço também para si
MGomes

vanessa rodrigues condesso disse...

olá S.Manuel sou uma jovem que vive nos pirineos da Espanha. Meus pais naceram i creceram no Pombalinho. Gostava de saber a história desta casa, para a melhor. Obrigado Vanessa.

MGomes disse...

Olá Vanessa! Obrigado pela visita! Penso que poderei dar-te alguma ajuda sobre o Palacete Barão de Almeirim. Oportunamente de darei alguma informação. Se puderes, caso o queiras fazer, podes deixar o teu endereço mail para futuros contactos.
Já agora Vanessa, quem são os teus pais?

Obrigado_Manuel Gomes

vanessa rodrigues condesso disse...

Obrigado pela informaçao que me possa dar. Os meus pais sao:
António Manuel Gonçalves Condesso
Maria Da Graça Cota Rodrigues
o meu mail é VANITYLOVE@HOTMAIL.ES
Quando quiser ali estarei á espera. O que queria saber é a historia do palacete.

João disse...

Olá a todos quantos visitam este espaço ! Ao passar por aqui não pude deixar de me congratular de que a internet realmente é uma tecnologia que pode fazer coisas maravilhosas como aproximar as pessoas mesmo estando longe como o caso da minha sobrinha Vanessa , que vivendo em Andorra não pode de deixar de visitar este pequeno espaço para alguns , mas grande espaço para muitos que mesmo longe procuram as suas origens.Fico contente pela tua curiosidade Vanessa ams se tiveres duvidas o tio ou a tua tia Maria Cota poderão te esclarecer melhor,
Eu vou aqui deixar algumas dicas de que a Tânia também perguntou :
Há alguns anos atrás os descendentes dos Barões de Almeirim venderam todas as terras de que eram Proprietarios e seguidamente puseram a Casa à venda , apareceu uma pessoa interessada que inclusive sinalizou mas como alguns dos descentes mais novos pensaran em não deixar que a Casa ficasse em mãos alheias propuseram-se a comprar restituindo o dobro do sinal a quem estava interessado.
Com toda esta sucessão de acontecimentos fizeram um projecto de turismo rural, projecto esse que engloba toda a propriedade onde está inserida a Casa.
Foram em suma estes os principais acontecimentos mas também sei que a propriedade se encontra de novo à venda! Acho que é uma pena se o projesto de turismo rural não avançar pois era uma mais valia para o nosso Pombalinho.
Beijinhos e Abraços a todos quantos visitam o nosso Pombalinho!

João Condeço

P.S.Manuel a vanessa é minha sobrinha , filha do meu irmão mais velho que está em Andorra , você conhece-o porque ele chegou a ir consigo do Pombalinho para o Feijó onde nós morávamos.
Um Abraço1

MGomes disse...

Obrigado João, pela visita e por alguns esclarecimentos aqui deixados sobre o palacete da família Barão de Almeirim. Estou completamente de acordo sobre a importância que este edifício histórico teria para a nossa terra, se fosse adaptado ao Turismo Rural. Era muito bom para o Pombalinho e quem sabe, um ponto de partida para outros projectos na área do lazer!
Eu pressentia que a Vanessa fosse da tua (posso tratar-te assim?) famíla, aliás ela própria me tinha dado essa indicação! Na verdade estes meios tecnológicos existentes permitem coisas maravilhosas..., mas foi precisamente com esse intuito que criei este espaço, ou seja, permitir a todos os Pombalinhenses uma maior proximidade com a sua terra. E quando passei num domingo em frente ao palacete, disse para comigo: "como irão ficar contentes os meus conterrâneos a viver fora do Pombalinho, ao verem este edificio de cara lavada!"
E é por isto, quase de missão, que fico sempre muito feliz quando recebo exemplos como esta da tua sobrinha Vanessa!

Um Abraço, João, manda sempre!