24 março 2006

Rancho Folclórico



No passado dia 20 de Março de 2006 recebi via e-mail uma comunicação do nosso conterrâneo Jorge Dias. É sempre uma sensação muito agradável quando nos contactam ou visitam pela primeira vez a propósito destas nossas páginas sobre o Pombalinho!  Desta vez, o nosso amigo Jorge Dias ( que exerce a Vice Presidência da Casa do Povo do Pombalinho) deu-me conhecimento de uma noticia que pensei compartilhá-la com todos vós, trata-se do ressurgimento do Rancho Folclórico. No próximo dia 31-Março-2006 irá realizar-se uma reunião de direcção de onde poderá sair essa vontade expressa, por mim e creio que será também o sentimento de todos os Pombalinhenses!  Faço votos para que tudo se resolva no sentido de voltarmos a ver novamente, bem viva, a entidade cultural que melhor tem veiculado o nome do Pombalinho por outras paragens. Que perdure no tempo quanto possível, como embaixador dos usos e costumes da nossa região, são os desejos com certeza de todos nós.

Por último, quero agradecer publicamente a disponibilidade manifestada no mesmo mail que Jorge Dias me enviou, em receber-me na Casa do Povo de modo a facultar-me o material que eu achar útil para o enriquecimento das nossos páginas sobre o Pombalinho . É bom haver vontades destas em prol do interesse colectivo, assim o farei oportunamente.

1 comentário:

Stranger... `a la carte (StraLaC) disse...

Infelizmente no Pombalinho a política é sempre favorecida em detrimento das relações sociais e do bem da freguesia. As ideias das pessoas da terra são sempre deixadas para último e quem pela primeira se digna a fazer alguma coisa pela terra é sempre recebido como "Salvador da Pátria" ignorando os que estes anos todos deram a conhecer o nome do Pombalinho além fronteiras.É com muita pena que vejo os menores de 18 do Pombalinho serem cada vez mais esquecidos em detrimento do idoso...talvez porque ainda não podem votar.
Esta reunião do Rancho foi marcada com o intuito de retirar a Sede, situada na Escola Velha e o dinheiro que o grupo tem na sua conta e "doar" à junta de freguesia.Claro que tudo isto mascarado de boas intenções como é habitual nos políticos.